Cidades pioneiras: conectando ação climática e justiça social

Explorando como a ação climática pode contribuir para resultados transformadores em cidades do mundo majoritário, apresentando exemplos do Brasil, Costa Rica, República Dominicana, Equador, El Salvador, Honduras e Serra Leoa.

Analisando iniciativas de cidades do Brasil, Costa Rica, Equador, El Salvador, Honduras, República Dominicana e Serra Leoa, esta série apresenta os múltiplos benefícios das estratégias urbanas de baixo carbono para inspirar caminhos de desenvolvimento urbano mais sustentáveis e justos.

O impacto das mudanças climáticas recai fortemente sobre as comunidades urbanas marginalizadas; esta série demonstra que as cidades, em especial os assentamentos de baixa renda, são locais legítimos para intervenções climáticas – não apenas adaptação, mas também descarbonização.

A descentralização de recursos e a tomada de decisões são identificados como ingredientes fundamentais para alcançar a justiça social e combater as mudanças climáticas.

A participação das comunidades locais, a inclusão de conhecimentos e dados locais e as soluções coproduzidas contribuem para o desenvolvimento de ações climáticas mais equitativas nas cidades.

Cidades pioneiras faz parte do projeto Alianças para Transformação Urbana (TUC), financiado pelo Ministério Federal Alemão de Assuntos Econômicos e Ação Climática.